Conheça os tipos de apps

Decidir o melhor tipo de aplicativo para um produto ou serviço oferecido é, de fato, um dos maiores desafios para quem está no processo de desenvolvimento de um. Rentabilidade deixa de ser a primeira característica, substituída pelo fator ‘inovação’, principalmente nesse mercado, que está em um campo intensamente volátil.

Entre tantas ideias e possibilidades, a visão é de que o empenho e esforço são a chave para criar um bom aplicativo. Para explicar melhor esse tópico, iremos abordar três tipo de apps, os que têm maior relevância nesse momento tech em que vivemos. Continue lendo, que iremos te ajudar a entender melhor e esclarecer suas dúvidas para que você tome uma decisão!

Apps Nativos

É provável você use alguns diariamente; isso se deu pelo boom dos aplicativos, que ocorreu há alguns anos e os deixou enraizados no nosso cotidiano. Eles são aqueles programas construídos para funcionar diretamente no aparelho e por isso demandam instalação.

De forma geral, eles requerem mais tempo de desenvolvimento e por isso se tornam mais caros. Porém, novas tecnologias, como React Native, têm facilitado o seu desenvolvimento. Com essa tecnologia citada acima, é possível utilizar o mesmo código para desenvolver para diversas plataformas (Android, iOS etc).

Em contrapartida, após o desenvolvimento eles incorporam diversas vantagens como, por exemplo, uma melhor performance e estabilidade. Outra vantagem impactante é o acesso quase que irrestrito ao hardware do aparelho, de maneira a pode acessar funcionalidades como bluetooth e NFC.

Sites responsivos

Fundamentalmente. esses são os sites acessados através dos navegadores. Por mais que não sejam apps propriamente ditos, essas páginas são extremamente complexas e sofisticadas. Tanto que, muitas vezes elas cumprem as funções de uma aplicação nativa.

O grande diferencial dessa modalidade é justamente a responsividade, isto é, são capazes de se adaptar para diversos tamanhos de tela. Por exemplo, um site responsivo pode ser acessado tanto em desktop, quanto em um smartphone com as mesmas funcionalidades e identidade visual. De tal forma, há uma redução no custo de produção, uma vez que, os mesmos elementos podem ser utilizados em diferentes dispositivos.

Contudo, há desvantagens nos sites responsivos. Por serem acessados exclusivamente através de navegadores, ou seja, por não estarem instalados diretamente no aparelho, não tem acesso a todas funções. De tal forma, há uma barreira que impossibilita a construção de apps com funções muito complexas.

Contudo, mesmo que a funcionalidade que você deseja não seja comportada por essa tecnologia, vale ressaltar que a responsividade é um fator a ser levado em consideração para todos os sites que almejem notoriedade. Isso pois, ferramentas de busca, como o Google, levam esse quesito em conta ao ranquear os sites nos resultados.

Progressive Web Apps

Essa é uma categoria de aplicação que vem ganhando notoriedade. Tanto é que, recentemente, a Google e outras grande empresas têm investido fortemente no suporte a esse tipo de tecnologia.

Basicamente, um Progressive Web App (PWA) é um aplicativo 100% web. Isto é, ele não precisa ser instalado no aparelho como os apps nativos. E diferentemente de um simples site, um PWA consegue ter acesso a maioria das funções do hardware.

O grande atrativo dessas aplicações para os desenvolvedores se encontra na praticidade. É como criar um site, só que com acesso a muito mais recursos do dispositivo, como por exemplo as notificações push. Isso se torna uma vantagem muito relevante em um mundo tão competitivo como o nosso.

Mas e agora, como escolher?

O primeiro passo da escolha era entender suas opções, o próximo é se questionar quais desses recursos são mais apropriados para o projeto que você está planejando. Escolher o melhor formato sempre dependerá das necessidades reais do desenvolvedor. Quais funcionalidades e recursos você precisará? Essas questões são muito específicas, por isso é importante conhecer bem seu projeto para poder escolher o melhor tipo de app.

Estudando seu projeto, você irá analisar se o serviço que você oferece necessita de um app mais complexo e se o seu público alvo será atraído pela utilidade do seu app. Testes, pesquisas… Faça um levantamento para entender as exigências e preferências do seu usuário e as reais necessidade da sua empresa.

Com o crescimento de smartphones ao redor do globo, essa tecnologia certamente só tende a crescer. Cada vez mais empresas apostam nisso, que além de ser um benefício, pode ser um desafio, por isso, foque na inovação e na utilidade. O céu é o limite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *